Imagine, crie e inove

Em um mundo de constantes mudanças e acirramento da competição, fazer o melhor já não é mais o suficiente. É imperativo fazermos diferente. O livro “A Estratégia do Oceano azul” (Chan Kin, W. and Mauborgne, Renée, 2005) teoriza e exemplifica claramente a importância de evitarmos navegar num oceano vermelho, onde há uma batalha frenética, competitiva e sangrenta. Para isso, se diferenciar é o segredo.

E como podemos nos diferenciar dos concorrentes? As palavras certas para isso são: imaginação, criatividade e inovação.

Alguns países nos tem dado importantes lições acerca destes temas, como a Finlândia, a Coréia do Sul e os Estados Unidos. Basta olhar em sua volta para perceber que você usa algo imaginado, criado e desenvolvido num destes países.

Os passarinhos coloridos e irritados do jogo finlandês Angry Birds da Roxio, os smartphones sul-coreanos da marca Samsung ou mesmo um tablet americano da Apple, são grande exemplos.

A boa notícia é que podemos mudar esse jogo! Sabe por quê? Porque todos podem imaginar, criar e inovar. Isso mesmo! Aquela ideia de que apenas poucos iluminados possuem estas capacidades é um grande mito, de acordo com alguns pesquisadores modernos.

Estes pesquisadores entendem hoje que a imaginação, criatividade e a inovação são características natas, ou seja, que temos dentro de nossos cérebros desde que nascemos. Basta descobrir como usá-las e pronto! Note os exemplos abaixo e diga para si mesmo se você está fazendo sua parte:

Quantas vezes no último mês você mudou o seu relógio de braço? Ou tentou escovar os dentes com sua mão não dominante? Ou mudou a ordem da aplicação dos ingredientes que utiliza durante o banho? Ou utilizou mais do que 4 caminhos e formas diferentes para chegar ao trabalho? Ou leu mais do que um livro ou revista fora de sua área de trabalho ou hobby preferido?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>